sexta-feira, novembro 17, 2006

O LADRÃO DE IMAGENS (E DE POESIAS)

Em meados de Outubro, roubei esta imagem de um quadro (conhecido). Arquivei-a com um "sem legenda" que agora me deixa completamente em branco. Nem sei donde roubei, nem o nome do que roubei. Se alguém souber que me diga, colocarei aqui "A Origem do Mundo", de Gustave Courbet (informação de MRF, e de LA!), com agradecimentos.

De resto, é um belissimo quadro, que fala mais do amor e da vida que tudo o que se pudesse colocar em legenda.



Para acoplar a esta imagem, apeteceu-me recordar um poema de Nuno Júdice:

"Podíamos saber um pouco mais
da morte. Mas não seria isso que nos faria
ter vontade de morrer mais
depressa.

Podíamos saber um pouco mais
da vida. Talvez não precisássemos de viver
tanto, quando só o que é preciso é saber
que temos de viver.

Podíamos saber um pouco mais
do amor. Mas não seria isso que nos faria deixar
de amar ao saber exactamente o que é o amor, ou
amar mais ainda ao descobrir que, mesmo assim, nada
sabemos do amor."

Nuno Júdice

Anexo (22.11.2006)

Tania Ostojic

Depois de ter colocado esta imagem, e este texto, no meu blog, a Leonor Areal, que me ajudou a identificar o autor do quadro, voltou a enviar-me "material suplementar". Uma obra de Tanja Ostojic que, partindo do quadro de Gustav Coubert, o re-inventa numa perspectiva diferente, vanguardista. Aqui fica a reprodução. Eu, pessoalmente, não gosto, e nem a ironia da bandeira me cativa. Uma "adaptação" que fica muito áquem do original, e nada lhe acrescenta de originalmente significativo. De um quadro que transmite algumas das mais sublimes emoções, passa-se para uma imagem que tem algo de pornográfica, apesar de mais "tapada". Questão de olhares de quem cria e de quem vê (que também cria).

5 comentários:

MRF disse...

O quadro: A Origem do Mundo, de Gustave Courbet

LA disse...

Gustav Courbet:
http://www.chass.utoronto.ca/epc/langueXIX/images/tableaux2.htm

LA disse...

Muito obrigado às duas, MRF e la (minha homónima!). Eu conhecia o quadro, mas perdi completamente as referências.
MRF: certamente por engano perdeste alguma coisa no teu blog, ou não se compreende a boa vontade.

MRF disse...

desculpa, não pecebi o teu comentário...?

LA disse...

Em tempos que já lá vão havia um link no teu blog para o meu. Ou o perdeste, ou o retiraste. Se foi lapso, tudo bem. Podes sempre reparar. Se o retiraste, não se compreende a boa vontade nesta "ajuda". Mesmo seca e lapidar. Se não mereço estar na tua (extensa)lista de links, não percebo como apareces em ajuda...