sábado, agosto 09, 2008

PASSATEMPO DE VERÃO, XII

ANIKI BOBÓ
Para o Helder Magalhães, do blogue "Cinema Helder Magalhães", jovem cinéfilo de Famalicão, cliente fiel do "Famafest", e prometedor realizador, aqui fica uma referência a um clássico da cinematografia portuguesa, para lhe dar ânimo em futuros empreeendimentos. "Aniki Bobó", de Manoel de Oliveira (Portugal, 1942). O filme todo em 8 episódios. Uma lição para todos, sobretudo para os jovens.

1.



2.



3.



4.



5.



6.



7.


5 comentários:

Helder Magalhaes disse...

Sou eu?...

...que bela surpresa esta!...

Vou aproveitar para o ver, já que está todo aqui e nunca tive a oportunidade de ver este. Muito obrigado.

Fico também muito grato pela confiança depositada nos futuros empreendimentos.
Prometo não o decepcionar na adaptação do "Cântico Negro" do José Régio. Pelo menos vou tentar fazer o melhor que está ao meu alcançe.
Penso que em Outubro já estará finalizada e pronta a ser vista.

Mais uma vez, muito obrigado pela confinça, pelas oportunidades, por tudo.
Um abraço,
HM

Helder Magalhaes disse...

Genialíssimo e divertidamente dramático!...

Também com surpreendentes representações e um belíssimo sotaque nortenho!

Contar e visitar um passado e uma infância através do olhar das crianças é simplesmente fantástico!



Só uma pequenina correcção: o filme não está todo. Se fizermos bem as contas faltam cerca de 30min em relação ao original mas vale bem a pena ver estes 8 "episodios" que mostram muito bem a obra sem alterar o contexto.
Já andei à procura do DVD (ou VHS) mas nem na Fnac existe... duvido que haja alguma edição recente do filme... uma pena!

muitos obrigados e abraços do
Helder.

Lauro António disse...

Meu Caro Helder,
Julgo que não há DVD do filme. Houve em tempos um VHS, mas retirado entretanto. E também não há DVD de "Douro, Faina Fluvial". Que anda a Cinemateca Portuguesa a fazer sobre isso? Nada, preocupada apenas com projectar filme em 35 milímetros nas suas salinhas da Rua Barata Salgueiro. Opções de classe!

Helder Magalhaes disse...

E não são só esses que estão em falta... Há uma data de filmes que não são da minha geração (e nunca os pude ver no cinema, claro!) e não os encontro em lado nenhum, porque ninguém é capaz de os re-distribuir.

Se agora é dificil de encontrar, daqui a uns tempos vai ser impossivel e com isso haverá muitas obras que se perderão no tempo...

Ainda bem que de vez em quando a RTP passa qualquer coisa, mas só quando não se lembra de colocar o "Alien vs. Predador" como melhor filme do mês...

"Opções de classe!"...

...nem mais...

José Oliveira disse...

Como tinha saudades do filme, andei a vasculhar a internet, sem outra alternativa possível.
O que encontrei foi apenas uma gravação da Rai Tre (estação televisiva), com o filme completo ainda que legendado em italiano, claro está (podia ser pior e estar dobrado). Pena é o som estar num estado deplorável, com altos e baixos súbitos que tornam algumas das falas imperceptíveis. Há necessidade de restauro e edição vídeo à altura.
Aproveito para manifestar que o espaço "Lauro António apresenta" deixou um vazio. "O que as audiências querem" é aparentemente "o que os directores de programas querem que as audiências queiram", e não é certamente repetições de meras referências comerciais.
Abraço