quarta-feira, setembro 10, 2008

INTERVALO..

Por vezes é preciso fazer, no mínimo,um "Intervalo".
Assim será por aqui. até um dia...

12 comentários:

Bandida disse...

espero que seja um muito breve intervalo...

:(

beijos

Sony Hari disse...

Se é mesmo um intervalo, pode, por favor, fazer um intervalo pequenino, mesmo muito pequenino? Ficarei a perder pela ausência dos seus vips (very important posts), já me sinto a perder, e muitos dos que aqui passam diariamente partilharão desta minha opinião. Beijinhos

Luís Galego disse...

que seja o intervalo de um cigarro ou de um bom copo de vinho...nada mais...o infinito pessoal por aqui se gosta de perder...

Ouriço disse...

Atãaaaaaaaaaaaaaao?
Volte rápido, sff.
bjs

Lauro António disse...

Meus caros, muito obrigado.
Se a blogosfera fosse toda como vocês!
Mas também cansa muito certo convívio que aqui se é obrigado a manter. Donde, arejar e respirar ar fresco e puro (Não viciado), faz bem.
Uma vinda ao blogue por dia, chega e sobra para matar saudades de quem as justifica. E a esses não esqueço. Beijos e uma abraço.
Até um dia.

Lóri disse...

Como assim, homem de Deus?

Lóri disse...

EU juro que ia comentar o post anterior, sobre o Wall.e, que achei um dos mais bem conseguidos de sempre. Se é que há comparação possível entre tudo de tanta qualidade que publicas. Mas eu ia, sim... volta, vai!!!

Anónimo disse...

beijo enorme.


.



nunca viciado.



.


Lauro....lauríssimo.


até logo.


________________imf.

Lóri disse...

Além disso, nem quando eu fui malcriada tu te foste, porque irias agora. Esses não podem ser piores, tou certa disso. (beicinho)

Lauro António disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Lauro António disse...

imf: viciada? minha querida, há vícios e vícios.
Lori: nunca me farias ir... não são zangas dessas que cansam. Essas até estimulam, respondendo-se à letra e ficando amigos depois. É um cansaço outro.
Beijos a ambas.

Anónimo disse...

Meu Caro LA:
Não me conhece, mas devo dizer-lhe que, apesar de não ter blog, o seu é uma das minhas leituras habituais.
Sou cinéfila, mas não só, tal como o LA, e gosto da sua maneira profunda de analisar as obras, de escrever sobre elas de forma clara, e aprecio muito a sua sensibilidade.
Sei que não gosta de anónimos/a, chamo-ne Sara Rodrigues, já me cruzei consigo por aí, e prometo que, se voltar a acontecer, me apresentarei. Pode publicar ou não este comentário.
O que eu queria que soubesse era que a mim, e a muitas/os mais, fazem falta os seus comentários. Não desapareça por muito tempo.
Foi na TVI que vi muitos filmes e ouvi muitas palavras suas que me levaram a gostar mais de cinema, e sobretudo, "de uma outra maneira".
Estou-lhe para sempre grata por essa descoberta.
Re-encontrá-lo aqui foi um prazer. que não gostava de perder...
Regresse rápido. Um braço ou um beijo, escolha.
Sara