quarta-feira, setembro 30, 2009

UMA COMUNICAÇÃO AO PAÍS

:

Ou eu me engano muito, ou a declaração ao País que parece não ter dito nada de novo e que demonstra, pelo menos, que Cavaco Silva não lê os livros de Stieg Larsson (a fabulosa trilogia do Millennium), nem tem os mais rudimentares conhecimentos de informática, vai dar ainda muito que falar e possivelmente provocar uma das mais graves e imprevisíveis crises institucionais no País.
Qual a razão para esta declaração opaca na data em que foi feita?
Antes de ouvir os partidos, antes de indigitar o novo Primeiro-Ministro?
E se o Senhor Presidente da República achar que não tem confiança política no previsível novo Primeiro-Ministro e não o empossar, passando a bola à Dr.ª Manuela Ferreira Leite, apadrinhada pelo Dr. Paulo Portas?
Acham impossível, e que isso seria um golpe de Estado?
Pois se calhar seria, ou se calhar será.
Esperemos a sinopse nos novos capítulos, e desejamos ardentemente não regressar a um Verão Quente, memo que seja no Outono.
O povo na rua é bom a festejar acontecimentos que o mereçam, não a guerrear-se por infantilidades de políticos medíocres.

5 comentários:

Austeriana disse...

Caro Lauro António,
O PR não lê. Ponto.

Anónimo disse...

Belo comentário sobre uma noite cujo filme de terror que nos foi dado ver, era de baixa qualidade. António - Loulé

Anónimo disse...

Um comunicação destas, nem nalguns países da América do Sul. Cavaco no sue pior. Madalena

Anónimo disse...

A habitual seriedade arrogante ontem deu lugar a um rosto crispado e por vezes assustador. Desliguei.Mina

Anónimo disse...

Independência ? Nunca tivemos um politico tão dependente do seu partido, como este, na Presidência.Joan