segunda-feira, fevereiro 05, 2007

Livros



No blogue da SPS, NonBlog, uma imagem e uma citação. Ambas brilhantes. A imagem é de uma caricatura de André Carrilho, cuja exposição, dedicada a escritores, tive a oportunidade de ver na Casa Museu de Camilo Castelo Branco, em Ceide, no ano passado. Notável. Mais um nome português a merecer ressonância mundial. No seu campo, não há melhor internacionalmente. Cada trabalho seu é uma festa.

A citação, como vêem, é de Jorge Luis Borges. Concordo inteiramente com ela, e eu vivo quase no paraiso. Para o meu paraiso ser completo, acrescentava-lhe uma sala de espectáculos multiusos, com cinema, teatro, ópera, uma galeria de exposições, e tudo isto aberto a amigos (e amigas, muitas amigas, com gostos similares).

"Sempre imaginei que o paraíso será uma espécie de biblioteca"
Jorge Luis Borges

2 comentários:

M disse...

Às vezes o paraíso assemelha-se um pouco ao... não-paraíso.

Claudia disse...

Confesso que o meu, (como tu sabes)teria que passar um pouco por aí!...

Beijo meu