segunda-feira, junho 25, 2007

MURALHAS DE CACELA-A-VELHA

Recebi, via terceiros, um mail que julgo merecer ser do conhecimento público (tanto mais que dirijo em Portel um festival sobre castelos, "O Castelo em Imagens"). O texto de "Os Amigos dos Castelos" reza assim, e assim aqui fica, apesar de um pouco confuso e de não se perceber muito bem o que está a acontecer, como e porquê. Calculo que estejam a tentar destruir a muralha em nome de interesses particulares. Quem souber mais e melhor, é favor acrescentar dados. Mas a verdade é que o nosso património histórico e cultural não pode estar à mercê de um quaqluer interesse particular.

Caros Associados
Os Amigos dos Castelos tiveram informação, em Maio passado, de uma situação deveras preocupante sobre o nosso património monumental fortificado. Em causa está a manutenção física da muralha da cerca da vila de Cacela-a-Velha no concelho de Vila Real de St.º António. Esta é um importante vestígio da ocupação Islâmica de uma das mais emblemáticas localidades do Sotavento Algarvio. Acrescente-se que esta construção está inserida na área classificada de Cacela e, como tal, constitui um monumento classificado. A existência deste elemento é essencial para compreendermos, apreendermos e divulgarmos o nosso património histórico.
Os Amigos dos Castelos fizeram já várias diligências junto das entidades responsáveis, quer centrais (IGESPAR) quer locais (Câmara Municipal de Vila Real de Santo António) para tentar salvar a Muralha Islâmica da cerca do Povoado de Cacela. As últimas informações recebidas aumentam as nossas preocupações no que se refere às medidas que o IGESPAR tem que tomar para emendar erros cometidos por pessoas que estão identificadas, num processo que é pouco claro.
Não nos parece aceitável que a prática do facto consumado continue a ser uma solução considerada razoável. A Muralha está numa zona classificada e à face da lei não pode ser demolida. Não nos parece correcto manter como bom o argumento de que um despacho de uma entidade pública se possa sobrepor à lei e continuar a satisfazer os interesses dos promotores das obras novas com manifesto prejuízo do Interesse Público.
Temos sido prudentes e dialogantes porque as questões do Património são muito delicadas e devem ser resolvidas por consenso, mas este caso passa os limites. Gostaríamos que fosse encontrada uma solução razoável urgentemente. Pedimos a colaboração de todos os associados para uma intervenção rápida no sentido de impedir a destruição deste elemento. Se formos activos conseguiremos mobilizar as atenções e as vontades políticas. Contamos com a ajuda de todos! Com amizade
Francisco Sousa Lobo, Eng. (Presidente)

Associação Portuguesa dos Amigos dos Castelos
Rua Barros Queirós, 20, 2º 1100-077 Lisboa
t 218885381 f 218885342
www.amigosdoscastelos.org.pt
fsousalobo@amigosdoscastelos.org.pt

fotos retiradas, com a devida vénia, do blogue “Local & Blogal”, de António Baeta Oliveira

1 comentário:

S. disse...

(a minha mãe pertence a esse clube: "amigos dos castelos"... vou tentar informar-me)