sábado, janeiro 12, 2008

1958 A SAGA DELGADO


REVELADO "MISTÉRIO" DA CADEIRA
E DOS SEUS OCUPANTES
No "Diário de Notícias" de hoje (12.1.2008), primeira página do suplemento "Gente", texto de Pedro Correia:

Lauro António filma
saga de Delgado
Personalidades dos mais diversos quadrantes políticos - de Jaime Nogueira Pinto a Otelo Saraiva de Carvalho - integram um documentário que o cineasta Lauro António está a rodar para a RTP sobre a figura de Humberto Delgado (1906-65). Obviamente, Demito-o é o título deste filme, que deverá ser exibido no canal público a 10 de Maio - precisamente na data em que se completa meio século sobre a polémica conferência de imprensa em que o "General sem Medo" admitiu pôr fim ao longo consulado de Salazar. Esta frase, que ficou para a história, marcou o arranque da campanha presidencial de 1958, que observadores insuspeitos consideram ter sido ganha por Delgado contra o candidato oficial do regime, Américo Tomás. A fraude eleitoral então registada impediu-o de assumir a Presidência.Centrado no período entre o início da campanha e a ida às urnas, a 8 de Junho de 1958, o documentário inclui depoimentos de cerca de 30 personalidades - nomeadamente a filha do general, Iva Delgado. E também de Ramalho Eanes, Maria Barroso, Marcelo Rebelo de Sousa, Irene Pimentel, Fernando Rosas, Vasco Lourenço, Pezarat Correia, Varela Gomes e Maria Barroso, entre outras. Um dos poucos depoimentos que faltam gravar é o de Mário Soares, que chegou a ser advogado da família Delgado após o general ter sido assassinado pela PIDE, em 1965."É um documentário que tem um grande valor pessoal para mim", disse ao DN Lauro António, assumido admirador do general, que com a campanha de 1958 "abriu horizontes a toda uma geração de portugueses", como sublinha o realizador, que tinha então 15 anos. "Foi um grande abalo no País", lembra por sua vez Iva Delgado. Logo após a conferência de imprensa, a PIDE passou a vigiar a residência da família do general, na Rua Filipe Folque, em Lisboa.Com Carlos Cunha como director de fotografia e Frederico Corado como assistente de realização, este é o regresso de Lauro António à RTP, onde já assinou diversos trabalhos, de ficção e documentais. O cineasta destacou-se sobretudo pela longa- -metragem "Manhã Submersa".

12 comentários:

vitoscano disse...

Bem que eu adivinhei que estava a fazer um documentário para a RTP

Menina_marota disse...

Que a Verdade seja contada!

Um abraço ;)

LS disse...

Olá Lauro António. A publicação desta noticia é de 2008 e não 2007.Se quiser não publique este comentário é apenas informativo para fazer a devida correcção.Um abraço

Lauro António disse...

Meu Caro Luís Silva, claro que se publica e se agradece. Foi a inércia do ano passado ainda a mandar. Mas já corrigi a data. Abraço.

Lauro António disse...

Vitoscano: boa! vamos a ver o que sai. Um abraço.

Lauro António disse...

Menina marota: Faço por isso. Toda a verdade, e só a verdade. Dando vozes a vários oradores para que a verdade, de multipla, surja una. Um abraço, menina marota. (marota, por quê? ora essa!)

Anónimo disse...

Caro Lauro António...

Parabéns pelo seu trabalho, gostaria de perguntar e a bem da tal verdade que a menina marota mencionou, se algum ex-membro do Bando de Argel, intervirá no seu documentário... e se serão expostas as "verdadeiras" causas do assassinato de Delgado (por Casimiro Monteiro?) referidas no livro de Henrique Galvão que sendo também um Homem do anterior regime, acusa outros culpados pela morte de Delgado...

Espero que este seu documentário traga a luz, a verdade sobre uma das figuras mais marcantes na oposição ao Salazarismo... e que nos elucide sobre os seus verdadeiros objectivos para as antigas colónias, sobre a sua posição sobre a policia politica do Estado e o modo como via a sua ligação aos movimentos de esquerda!

Um Abraço

Ouriço disse...

Para quando é?
Já estava curiosa mas confesso que já tinha investigado o caso...
:))

Anónimo disse...

misteriosamente à espera.


ou não.


desvende-se então o veu...

beijo.


Laurissimamente na ordenação das cadeiras.




.piano.

magazin produções disse...

e que tal uma pequena corrercção: coardo e não coroado...
beijinhos

Lauro António disse...

Já rectifiquei o lapso. Agora rectifica tu os teus lol

Lauro António disse...

Já rectifiquei o lapso. Agora rectifica tu os teus lol