segunda-feira, agosto 11, 2008

PASSATEMPO DE VERÃO, XIV


BELLE DE JOUR

Para a Isabel Mendes Ferreira, do blogue "Piano", um filme que marcou uma viragem na História do Cinema: de Luis Buñuel, "Belle de Jour" (França, Itália, 1967), com uma inesquecível Catherine Deneuve, que calculo que seja actriz da estimação de IMF. Como será igualmente cineasta de sua admiração o surrealista em causa, que abriu os terrenos do inconsciente e soltou os fantasmas da nossa imaginação. Uma belíssima e voluptuosa descida ao mais secreto do ser. Com um beijo, vavadiando sempre.




















4 comentários:

isabel mendes ferreira disse...

a agradecer...o "vadio" mimo...de um filme "ícone". que me "derreteu em Paris e cá...vezes e vezessssss.....



_____________o tempo das "belas" que o são ma multifacetada in.transparência da alma e do corpo.


Obrigada. Lauríssimo.

muito.


(pela "lembrança").


até outubro.


que seja.


beijo..............vadio.

isabel mendes ferreira disse...

e


tanto Um como Outra, sim, fazem parte dos meus "eleitos"...:)



adivinho????Tu?

:)
__________________re.beijo.

isabel mendes ferreira disse...

e


tanto Um como Outra, sim, fazem parte dos meus "eleitos"...:)



adivinho????Tu?

:)
__________________re.beijo.

Helder Magalhaes disse...

Um filme singular e um tanto ou quanto controverso.

Um argumento incomparável que nos deixa a pensar...

... que, de resto, inspirou o Manoel de Oliveira a fazer o "Belle Toujours", uma sequela, diz-se.

Bela personagem esta da Catherine Deneuve!

Abraços do
Helder.