domingo, outubro 05, 2008

DINIS MACHADO ENTRE AMIGOS

PAISAGEM SEM BARCOS
(mas com muitos sorrisos)






Corria o ano de 1982, não recordo o mês, mas estava frio. No Vává, filmava "Paisagem sem Barcos", mas com muitos amigos. Os actores estavam numa mesa, os amigos compunham os figurantes que ocupavam as mesas restantes. Figuravam de borla, por amor à camisola e à amizade que nos unia. Era trabalho, claro, e uma festa, pela noite fora. Com muitos sorrisos. Visíveis. Alguns já apagados. Ontem partiu o Dinis Machado, que aqui recordo como ele gostava, entre amigos, na conversa, copos e fumo, e o cinema ao fundo. Ao lado, o Pedro Bandeira Freire, o Sam, o Manuel Costa e Silva, o Carlos César, todos eles hoje só sorrisos de saudades.
Curiosidade extra: a iluminação diferente entre cada grupo de fotografias, mercê das luzes utilizadas (e não da luza do Vává), a concentração (durante as filmagens) e a descontracção (nos intervalos), os sorrisos e a felicidade estampada no rosto de todos (viver é bom, quando se sabe gostar da vida, quando se tem prazer com o que se faz, quando se gosta verdadeiramente da companhia dos outros, dos amigos de sempre). Depois, a uma iluminação totalmente diferente, para o plano rodado (Isabel Ruth e Carlos César). Outros rostos amigos: Maria Helena Corado, Acácia Tiéle, Mário Damas Nunes, Fernando Silva, Vítor Serra, Jorge Paixão da Costa, e uma equipa de filmagem magnífica.
O milagre do cinema e da amizade. Uma geração que vai desaparecendo. Amigos e sorrisos que vão caindo, mas que não desaparecem. A prova aqui fica. A saudade também.
O Dinis Machado AQUI

3 comentários:

Menina_marota disse...

"...semanalmente, serão divulgados no item “Blogues em Destaque” (à direita da página), aqueles que pelo seu conteúdo ou carisma, chamaram a atenção da autora desta página."

É esta a mensagem que refere os motivos porque estão, semanalmente, 3 blogues em destaque...

Hoje, a minha escolha recaíu neste Blogue porque, a maior parte das vezes em silêncio, preenche muitas das minhas horas, recordando imagens e sons de filmes vistos, de personagens sonhadas e tempos idos...

Um abraço e continuação de bom domingo ;)

Lauro António disse...

Obrigado, Menina Marota. Como sabe, desde aquela conversa sobre meu pai, ocupa um lugar especial para mim na blogosfera.
Um beijo, maroto.

Luis Eme disse...

excelente homenagem...