quarta-feira, novembro 05, 2008

ANTÓNIO TABORDA

António Taborda no Vavadiando com Irene Pimentel
ANTÓNIO TABORDA
António Taborda no último Vavadiando, ao lado de Alice Vieira
No dia 29 de Outubro, no Vavadiando com Alice Vieira, lá estava ele, atento e interveniente como sempre. António Taborda, professor, era uma das presenças constantes e estimadas destes jantares tertúlias que vão acontecendo há dois anos e tal no Café Vavá. Foi aí que o conheci, foi ai que aprendia a estimá-lo, foi através desse convívio que o convidei a depor no meu documentário sobre Humberto Delgado e as eleições de 1958, onde ele ofereceu um emocionante e comovente testemunho sobre a fraude eleitoral numa assembleia de voto onde se encontrava como representante da oposição. Foi numa dessas tertúlias iniciais que o conheci, foi na última dessas tertúlias que dele me despedi, sem o ter pressentido. Partiu ontem, subitamente. Há amigos que se fazem sem se saber como acontece a amizade. António Taborda era um amigo, de uma vasta cultura, de um generoso convívio, de uma afabilidade que não esquecerei. Um homem que gostava de falar, mas que gostava também de ouvir. Partiu na manhã de ontem. Informaram-me no Vavá, a nossa casa comum.

António Taborda preparndo-se para prestar testemunho no documentário "Humberto Delgado: Obviamente, Demito-o!"

5 comentários:

Anónimo disse...

Com vista a dar “voz” aos novos autores, o Portal Lisboa estabeleceu uma iniciativa única, no campo da criação literária portuguesa.

Neste sentido, o Portal Lisboa vai apadrinhar duas colectâneas literárias, uma de Poesia e outra de Contos Literários, a serem editadas pela Chiado Editora.

Gostava de ver os seus textos publicados por uma editora de prestígio? Tem aqui a sua oportunidade!

Descubra mais no site: www.portallisboa.net

daniel disse...

O tempo passa, os anos passam, a vida passa e a saudade fica.
Mas fica também a memória!

http://triunfodarte.blogspot.com/

Bandida disse...

lamento imenso.

isabel mendes ferreira disse...

ohhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhh

Lauro....

tanto que eu gostava de o ouvir....sempre intervenientemente Culto....e elegante!


:(


raio!


_________odeio saber.




beijo-te Lauríssimo.

Lauro António disse...

Isabel
____________________________
estava a ler o teu blogue quando chegou o teu comentário neste.

também odiei a noticia. tinha por ele uma estima muito particular.

mas está é a única certeza da nossa vida - o que acho cada vez mais injusto.
beijos