sábado, maio 23, 2009

A ÚLTIMA GRANDE SENSAÇÃO MEDIÁTICA DA "SAISON"

:
Calaram a Manuela Moura Guedes?

30 comentários:

V. disse...

O estado actual das coisas é de bradar aos céus, é um facto! Mas, esta peixeirada é do mais baixo nível. Não vi isto em directo, contaram-me depois, mas de qualquer modo é verdade que a TVI tem o pior serviço informativo do país: sensacionalista, parcial, explorador os ignorantes e dos coitadinhos. Parece uma ménage à trois entre O Crime, O Diabo e a Caras. A Manuela Moura Guedes é disso o pior exemplo. Haja alguém que tenha a coragem em denunciar o proteccionismo e falta de ética da estação TVI. É ofensivo para o público a desonestidade intelectual que vem pautando o trabalho de Moura Guedes. Parece óbvio que tal comportamento não seria tolerado noutra estação que não a gerida pelo seu marido. Vivam os tachos!
Marinho Pinto teve a coragem de lho dizer na cara. Felizmente.
Contudo, como bastonário o Dr. Marinho Pinto também deixa muito a desejar. Além de ter uma visão
completamente corporativa da Justiça - que não pode ser reduzida a isso - fico incomodada com este tipo de intervenção destrutiva porque não traz qualquer valor acrescentado ao debate sobre a justiça. É uma intervenção para ouvir e deitar fora. ão é mais do que uma busca de protagonismo. Ataca a acção executiva como se fosse culpa dos juízes ou dos solicitadores, ataca os julgados de paz mas
nunca lá deve ter pleiteado, ataca formas de desjudicialização que, embora deslocando o lugar da sua
realização, permitem resolver os problemas das pessoas mais depressa e deixando para os tribunais aquilo onde há verdadeiro litígio, ataca agora os bancos porque já atacou juízes, advogados estagiários, políticos.
Ainda não percebi se é Bastonário da OA ou se é candidato pelo BE a qualquer coisa, mas o tempo o dirá!
E claro sempre que se fala mal de alguém que tem "poder" o povo aplaude. A história confirma isso.
Já há muito tempo não ouvia um discurso tão populista como o dele, mas o povo gosta é de ouvir falar mal. O Dr. Marinho Pinto foi eleito por 33% dos que votaram (os outros candidatos tiveram o resto dos votos). Mas os que votaram não foram sequer a maioria qualificada dos advogados. Façam as contas e vejam o universo eleitoral do actual bastonário...Era ele, o Garcia Pereira, o Luís Menezes Leitão... Venha o diabo e escolha...
Portugal tem dos melhores magistrados judiciais da Europa (e não, não sou magistrada) e, simultaneamente, o pior dos Bastonários. Em vez de andar a atacar repetidamente os juízes, deveria preocupar-se em limpar a Ordem dos Advogados que, sim, está "podre" e onde há verdadeiramente comportamentos "pidescos", dissimulados sob capa da formação.
Este tipo de declarações incendiárias, quase Estalinistas, não são próprias do que deve ser o relacionamento institucional de um Bastonário. Enquanto cidadão e, sobretudo, enquanto jurista, defendo e respeito, escrupulosamente, a separação dos poderes do Estado e a independência do Poder Judicial. E o que é grave e preocupante é que o Dr. Marinho Pinto, com as responsabilidades que lhe incumbem enquanto Bastonário da Ordem dos Advogados, não tenha a mesma clareza de princípios.
Eleição de juízes? Mas está tudo louco? Querem que as decisões judiciais sejam condicionadas por actos eleitorais? O Juiz tem que ser verdadeiramente independente e inamovível.
O Bastonário foi muito injusto: generaliza aquilo que podem ser casos pontuais de alguns (maus) juízes.
O mesmo é aplicável quanto a muitos advogados...

"Quousque tandem Catilina, abutere patientia nostra?"

luisa - fotografia disse...

Eu gostei do Marinho!Sem papas na lingua...que venham mais.
Será que a Maria Luisa sou eu?
Sendo assim é só atravessar a rua!!!

um beijinho :)

toninho disse...

Tenho um "patrão" descontrolado. Mas, desta vez, e se virmos o julgamento (versus entrevista)todo, alguém precisava de atirar à MMG os espinhos do foram cardos, foram rosas.

Anónimo disse...

A primeira comentadora tem razão. A Justiça não é aquilo que pintam nos telejornais, jornais e Dr. Marinho. Há alguns agentes da Justiça incompetentes como os há nas outras profissões. O problema da nossa Justiça é realmente a morosidade. Mas as gentes que trabalham nela têm ao longo dos anos
dado o melhor de si inclusive milhares de horas extraordinárias de borla como é o meu caso. Há agora um programa informático nos Tribunais que é excepcional mas ninguém fala nisso sendo certo que alguns Magistrados até estão contra como sempre. No caso da Manuela Moura, Locutora\ patroa, também ela
culpada pela má imagem que tenta transmitir da Justiça Portuguesa, foi esbofeteada verbalmente para gáudio de grande parte dos espectadores que a acham indecorosa
na forma como entrevista e como trata os seus convidados. Até que enfim houve alguém que lhe deu um bom par de açoites. Já o Miguel Sousa Tavares lhe tinha prometido uma vez mas por razões óbvias não cumpriu. Boa noite - António José

Anónimo disse...

No 1º comentário já quase tudo foi dito da subdirectora daquela estação rasca que se chama TVI e que ajuda a embrutecer parte do povo do nosso pais. Servirá de lição ? Quem torto nasce provavelmemte nunca se endireitará. se calhar só a pau de marmeleiro. Perdoem-me a expressão. Augusto

Anónimo disse...

A locutora mais mal educada do país televisivo, levou uma lição do Dr Bastonário que por vezes também é excessivo. Mas esteve bem, o senhor ontem à noite. Coragem não lhe faltou. Se não o lançaram pela janela fora é porque tiveram alguma vergonha, porque vontade certamente não lhes faltou. Mendes

Anónimo disse...

Não é de agora que Manuela Guedes é ´má locutora e péssima jornalista. Ela não tem bagagem cultural para fazer perguntas aos entrevistados. Lança-se às pessoas como se estivesse numa lota de peixe (com todo o respeito que eu tenha pelas vendedoras do mesmo). Foi um momento cruel de televisão mas que nos deu muito prazer. Peter

Anónimo disse...

Manuela Moura Guedes gostaria de ser como uma Judite de Sousa, uma Maria Elisa, uma Clara e outras que são excelentes profissionais de televisão e a cujos calcanhares ela nunca chegou. Arranjou aquele estilo trauliteiro que lhe dá audiência mas sumo nenhum. É confrangedor ver aquela senhora no seu Jornaleco televisivo. Por isso mesmo foi boa a lição que recebeu na noite de ontem perante uma vasta plateia nacional que muitas vezes está ali à espera de guerra. Não foram os canhões de Navarone que soaram ontem mas as palavras certeiras do Dr. Marrinho Pinto.
Sousa Mendes

tolilo disse...

É tudo tão caricato, Tio Lauro !


Um grande Chuac!_

para ti..............

audrey disse...

Não vem nada a propósito........

Apenas para te dizer que tenho pena de não vos ver, este mês, no VáVádiando............

Estarei, nessa altura , em Arezzo/Urbino.......

Bjs à tua Família e Amigas/os.....................

Anónimo disse...

Como o Tolito diz, é tudo muito caricato. Mas é destes momentos caricatos que muito zé povinho precisa, para acordar do seu encantamento com gente que deveria estar no Portugal profundo, à ceifa e na apanha do tomate e não a fazer de conta que são jornalistas. Aquele é um lugar de alta responsabilidade já que ali vão beber todos os dias muitas cabeças do nosso Portugal, que pouco mais gostam do que da Julia Pinheiro com os seus gritos de Fada do Lar e da novela das 4H 32 ou mesmo a da 7H28. Algarvio

Anónimo disse...

Na próxima sexta-feira já refeita da depressão causada pelo Dr. Marinho, virá qual Fada Sininho, tocando campainhas e aleluias à sua corajosa forma de enfrentar o lobo mau. E muitos serão os que ficarão encantados com o seu sorriso de quem nada tem na moleirinha além de veneno e vaidade. Tenhamos paciência. Olga

Anónimo disse...

E o que fará no meio daquilo tudo o comentador politico Vasco Pulido, que ali perde todas as sextas feiras o seu polimento ? O vencimento deve ser bastante razoável não ? Ulisses

Anónimo disse...

Irá Manuela mudar de táctica ? Será ela aconselhada a passar de bruxa a anjinho renascentista ? Terá o seu psicólogo familiar coragem de lhe dizer para arrepiar caminho ? Haverá mais Mairinhos na costa ? Tudo isto e muito mais a partir da próxima sexta-feira numa Estação rasca perto de si. Não perca se não tiver mesmo nada para fazer na vida. Duarte

BlueAngel disse...

Não foi digno e foi vergonhoso, mas já era altura e alguém dizer umas verdades aquela figura que semanalmente chama ao que faz jornalismos.

mdsol disse...

Ainda não é desta que acabam os berros e as bocas!

:))

Anónimo disse...

Do Blog O Jumento aqui fica um trecho bastante interessante para este filme de sexta à noite.… Numa mesma semana duas personalidades chamaram jornalismo miserável ao jornalismo da família Moniz cuja cara principal é Manuela Moura Guedes, aquela senhora com a boca grande e lábios muito inchados, que é pivot do jornal de sexta-feira da TVI. Primeiro foi Henrique Monteiro, director do Expresso, depois foi Marinho Pinto, bastonário da Ordem dos Advogados. Em relação ao director do Expresso a família Moniz ficou calada pois não teve coragem de se meter com um grupo que também tem televisões, já quanto a Marinho Pinto é de esperar que a distinta família tudo faça para o destruir, quem se mete com os Monizes da 4 leva. … [O Jumento]

Anónimo disse...

有空一起來玩梭哈吧!

António Luís Lopes disse...

OBRIGADO, Dr.Marinho Pinto! MUITO OBRIGADO! Finalmente!...

Anónimo disse...

Vamos apostar que amanhã a D. Manuela Moniz não irá falar da maior burla de sempre em Portugal com envolvimento de altas figuras do ppd mas sim................................. do 1º Sócrates e de alguma sondagem da TVI que dará aquele rapaz anafado de nome Rangel, empatado com o Vitalinho. Depois então é que ela naquele tom doutoural de quem tudo sabe, (próprio de alguns infantis) falará com uma certa seriedade do senhor do BPN. Pode ser que esteja totalmente enganado. Afinal a gente já delira também com a tvi. Carlos

Anónimo disse...

´E evidente que a partir de agora vão aparecer os defensores da senhorita, dizendo que Marinho é uma irresponsável e que não teve nível para ser entrevistado por uma senhora como a Miss botox labial. Temos de estar preparados para todos estes infortúnios rss. Longe vá o agoiro. Elsa

Anónimo disse...

Ai Lauro António.... a pequena metragem que esta mulher não daria ! Seria um sucesso em Cannes e em Honolulu, já não contando na risonha localidade de Mondim de Basto onde parte do bom povo ainda pensa que a TVI ainda é da Igreja. Dumas neto

Anónimo disse...

pois... nestes tempos novos, em que todos os politicos,juizes e diversos... julgam que nao sao obrigados a prestar contas do que fazem. E necessario mais mouras guedes para que nos possamos saber um pouco mais do que se passa na nossa aldeia.

Erecteu disse...

Cá pa mim o Marinho e a Manela devem ser peixes, né António?
Põe-te bom rapidinho que muitas rapidinhas esperam por ti.

Rui Luís Lima disse...

A situação não é nova, ainda me recordo da reacção do Miguel Sousa Tavares aos comentários dela.
Abraço cinéfilo
Rui Luís Lima

Filipe Machado disse...

Não há mais nada a dizer: calada e bem calada! Já o Miguel Sousa Tavares tinha "esmagado" a Manuelinha em directo. Parece que não serviu de lição...

Anónimo disse...

Achei interessante a resposta do Alberto Carvalho à senhora da tvi:«José Alberto Carvallho, director de Informação da RTP, contactado pelo DN, reagiu à entrevista de Manuela Moura Guedes ao jornal i, em que a pivô do Jornal Nacional 6.ª Feira acusa Judite de Sousa e o próprio José Alberto Carvalho de terem sido impedidos pelo primeiro-ministro José Sóctares de dizerem a palavra "corrupto" durante a entrevista, feita a 22 de Abril.

"Eu não sei como, ou se, essa senhora negoceia as suas entrevistas, mas ela é que tem de explicar como chegou a essa conclusão. O que eu sei é que nunca na minha vida fui alvo de um comunicado como o da ERC ao meu trabalho. E o que eu sei também é que ela foi condenada de forma muito violenta pelo conselho deontológico", afirmou ao DN José Alberto Carvalho que acrescentou: "Eu não sou da mesma geração dela, nem me revejo na mesma profissão que ela exerce. Moura Guedes é um exemplo de péssimo jornalismo, se é que se pode chamar jornalismo ao que ela faz."» [Diário de Notícias]

Parecer:

Já é um elogio dizer que o que a dona Moniz faz é jornalismo.

Despacho do Director-Geral do Palheiro: «Dê-se conhecimento à família Moniz.» - in O Jumento

Anónimo disse...

Esta coisa da Manuela e o Mairinho serviu para esconder um pouco a maior burla do seculo e que como sabem é o caso do BPN. Grandes figuras do Cavaquismo que na noite da eleição do nosso Presidente Aníbal estiveram ao seu lado numa alegria infinda estão hoje metidos numa camisa de sete varas. E até aquele senhor do Sol especialista em Freeports também... também... Deus é Grande . Eu também acho. Manoel Santos

innername disse...

deixou de ser jornalismo e passou a ser só arrogância e e necessidade de protagonismo dela. Tinha a ideia que o jornalismo "dela" era audaz, atrevido, corajoso e justo...esta peça desmonta qualquer boa impressão actual do mesmo. Ambos se excederam. Se no paós se tomassem mais posições destas, o país não andava a saque.

Flávio disse...

Apetecia-me abraçar o Marinho Pinto.