quinta-feira, março 10, 2011

CINEMA: BLUE VALENTINE

:
BLUE VALENTINE - SÓ TU E EU

Ascensão e queda de um amor, eis um resumo possível para “Blue Valentine” que, todavia, não se deixa resumir de forma tão primária. Este é um belíssimo filme de autor que tem nos actores o seu centro de interesse. Um filme de câmara que não se encerra nas quatro paredes de um cenário, mas que se fecha sobre duas personagens que evoluem ao longo de várias paisagens, sendo que nunca deixam de permanecer na mesma, a paisagem das suas emoções que se vão alterando ao longo de tempo, desde a descoberta do amor à sua falência.
O filme vai intercalando momentos de felicidade com outros de distanciação e, finalmente, de desespero. Dean (Ryan Gosling) e Cindy (Michelle Williams) vivem num aparente idílio, desde as primeiras imagens. Mas o tom do filme anuncia desde logo uma ameaça inlocalizável, denunciada desde o momento em que a obra abre com a filha de ambos, Frankie (Faith Wladyka), chamando por um cão que não aparece. A casota está deserta, a paisagem em redor é bucólica, mas ameaçadora. Pressente-se o perigo. Tudo aponta para isso, até a estrada que corta a paisagem, num caminho tortuoso que não inspira confiança. Este não é um filme de final feliz, percebe-se desde as primeiras imagens.
Esta tensão vai-se sentindo ao longo de toda a duração da narrativa, que acompanha, em vai e vem, a vida de dois jovens trabalhadores, ela enfermeira, ele pintor de obras, que se encontram num momento dramático da vida de Cindy, quando ela se descobre grávida depois de uma sessão mais impetuosa do seu descuidado namorado da época. Cindy pensa em abortar e ensaia mesmo a intervenção, mas pára a tempo e resolve ficar com a filha. O namorado de então passa à história, mas o persistente Dean não deixa de a perseguir e aceita ser o pai da criança. Casam e vivem felizes durante seis anos. Até que a erosão do tempo e dos sentimentos cria mazelas que não se podem esconder, por muito que se queiram secretas. As subtis transformações de comportamento e inclusive de corpo são magnificamente transmitidas pelos actores.
Derek Cianfrance, o argumentista e realizador (que afirma que trabalhou o guião durante vários anos, e através de mais de 60 versões), diz-se filho de pais separados e, de alguma forma, este é um filme reminiscência de tempos de juventude. Numa entrevista afirma que filmou a obra em dois tempos, primeiro a descoberta do amor e o idílio, depois o cansaço e a ruptura, tendo mesmo obrigado os actores a viverem juntos, na mesma habitação, durante um mês, para criar e manter essa sensação de clausura que depois se iria comunicar dos actores às personagens.
Muito bem. Um belo filme, simples, descarnado, intenso. Os actores magníficos, tanto Ryan Gosling, como Michelle Williams, esta candidata ao Oscar de melhor actriz.

BLUE VALENTINE - SÓ TU E EU
Título original: Blue Valentine
Realização: Derek Cianfrance (EUA, 2010); Argumento: Derek Cianfrance, Cami Delavigne, Joey Curtis; Produção: Doug Dey, Carrie Fix, Ryan Gosling, Lynette Howell, Jack Lechner, Alex Orlovsky, Scott Osman, Jamie Patricof, Rena Ronson, Michelle Williams; Música: Joe Rudge; Fotografia (cor): Andrij Parekh; Montagem: Jim Helton, Ron Patane; Casting: Cindy Tolan; Design de produção: Inbal Weinberg Direcção artística: Chris Potter; Decoração: Jasmine E. Ballou; Guarda-roupa: Erin Benach; Maquilhagem: Bobby Diehl, Michael Marino, Leo Won; Direcção de Produção: Mike Harrop, Nicola Westermann; Assistentes de realização: Mariela Comitini, Tracy L. Connors, Bobby Kennedy, Brad Robinson; Departamento de arte: Rachel Jones; Som: Dan Flosdorf; Efeitos especiais: Stephanie Finochio, Drew Jiritano; Efeitos visuais: Kevin Vale; Companhias de produção: Hunting Lane Films, Silverwood Films; Intérpretes: Ryan Gosling (Dean), Michelle Williams (Cindy), Faith Wladyka (Frankie), John Doman (Jerry), Mike Vogel (Bobby), Marshall Johnson (Marshall), Jen Jones (Gramma), Maryann Plunkett (Glenda), James Benatti (Jamie), Barbara Troy, Carey Westbrook, Ben Shenkman, Eileen Rosen, Enid Graham, Ashley Gurnari, Jack Parshutich, Samii Ryan, Mark Benginia, Timothy Liveright, Tamara Torres, Robert Russell, Michelle Nagy, Felicia Reid, Melvin Jurdem, Alan Malkin, Derik Belanger, Isabella Frogoletto, Madison Ledergerber, Jaimie Jensen, Robert Eckard, Michael J. Kraycik, etc. Duração: 112 minutos; Distribuição em Portugal: Zon Lusomundo Audiovisuais; Classificação etária: M/ 12 anos; Estreia em Portugal: 24 de Fevereiro de 2011.
Classificação: ***

2 comentários:

O Homem Que Sabia Demasiado disse...

Sem dúvida um maravilhoso e surpreendente filme sobre um amor dilacerado. Cru e realista. O melhor filme independente do ano, até ao momento.

Luís Galego disse...

estava na dúvida em assistir a este filme...este artigo convenceu-me