sábado, julho 08, 2006

AS DESPEDIDAS EM GLÓRIA
Ricardo, o simbolo de uma geração e de dois emblemas (Portugal e SCP)

Ronaldo, o "menino de ouro" que não ganhou para a FIFA, mas ganhou para nós "a revelação". Mas qual revelação? Ele é uma certeza!

Para o "grande Zidane", uma despedida à altura
do grande jogador que sempre foi.
(Ele não tem culpa de ter um treinador merdoso
e um "Scarface", com muito futebol nas pernas,
mas nenhum fair play na cabeça. )

AGORA VENHAM ELES E SAIBAMOS RECEBÊ-LOS,
NUM TERCEIRO OU QUARTO LUGAR!
POUCO IMPORTA JÁ.
BANDEIRAS À JANELA,
CAMISOLAS VESTIDAS,
CACHECÓIS E LENÇOS,
VESTIDOS OU DESPIDOS (*),
PINTADOS OU AO NATURAL,
ARRUMADOS PELAS BERMAS
DAS ESTRADAS E DAS RUAS DE PORTUGAL
GARGANTAS ABERTAS
NUM ÚNICO CRITO
NUM ÚNICO SORRISO:
PORTUGAL!
(atenção ISTO NÃO pretende ser um poema,
apesar da disposição!)
(Domingo, chegada às 14 horas, no aeroporto de Lisboa).
(*)

1 comentário:

fc disse...

a imagem da camisolinha da maminha ou da maminha da camisolinha era... dispensável... e depois de tudo isto quero te ver no aeroporto no domingo. abracinhos