quinta-feira, julho 06, 2006

MÁRIO VIEGAS:
ANTOLOGIA POÉTICA
(14 Cds + livros)


Raras vezes um artista consegue o que Mário Viegas acaba de alcançar. Toda a sua obra de recitador, um dos maiores que Portugal conheceu, num registo muito diferente do de João Villaret, mas de igual importância, acaba de ser editada numa cuidada edição de CDs e livros, pelo "Público", num trabalho de recuperação de material literário e iconográfico da responsabilidade de José Niza.
São catorze volumes, cada um com um CD, e um volume onde se reunem elementos biográficos sobre o grande actor, referências diversas à sua obra, e ainda se compendiam, por escrito, todos os poemas e poetas por si ditos.

"Se alguma coisa consegui profissionalmente nestes anos todos, isso devo-o aos recitais de poesia, às centenas e centenas de autores que interpretei, aos milhares de poemas que disse, e em que, de facto, não tive concorrência. É como recitador, portanto, que hoje me sinto realizado." - Mário Viegas



Porque não continuará o "Público" com esta iniciativa, prolongando-a com outros recitadores, desde o inesquecível João Villaret, a Luis Miguel Cintra, a Jacinto Ramos ou Eunice Muñoz, a Carmen Dolores ou Camacho Costa. Para falar só de alguns, cada um com o seu estilo muito próprio, cada um valorizando a poesia segundo a sua sensibilidade e maneira de sentir?

5 comentários:

Hugo Alves disse...

Apesar de tudo, é melhor do que nada.

Ainda me lembro de como descobri a arte de Mário Viegas. O meu pai, literalmente, instigava-me para ver o programa dele na velhinha RTP (e que, quando era reposto, não perdia). Descobri alguns poetas, relembrei outros, mas, acima de tudo, ficou o amor à língua portuguesa.
Outa descoberta tive-a, quando em plena época de exames, optei por dar uma "balda" ao estudo para ver "Kilas, o Mau da fita" na Cinemateca. Ver Mário Viegas, na sala escura e projectado na tela, foi uma verdadeira (re)descoberta...

E é sempre um prazer revê-lo. Seja em que circunstância for.

MNN disse...

Excelente blog.

Anónimo disse...

Gosto deste blog. Gosto do legado de Mário Viegas. (Também gostava de ver as sessões de MV na velhinha RTP2). Gosto de Cinema. Gosto de futebol. E gosto ainda mais deste jorrar de conhecimento que o Lauro partilha aqui neste recanto.
Continue!
MG, Lisboa

Anónimo disse...

O Blog Divas e Contrabaixos, linkou estes textos e blog, em:
http://divasecontrabaixos.blogspot.com/2006/07/la-explana.html

Depois surgiram comentários:

Obrigado. Sabes ser simpática e generosa. Viegas, Bethânia e Veira Marques merecem a citação. Um beijo.
LA
Lauro António | 07.07.06 - 1:54 am | #

-------------------------------

Oh maria, sabe qual foi o 'teor'das relações do Lauro-esse com o Viegas?

(Isto faz lembrar o FernandoLGraça, a dizer numa entrevista que desde sempre se tinha apercebido que o EmanuelNunes ia ser um grande músico, depois de o ter desencorajado como aluno, no tom severaustero que se lhe conhecia. Dava jeito, agora que o ENunes já se tinha tornado inquestionável pelo seu trabalho de nomeada)
-pirata-vermelho- | 07.07.06 - 4:38 pm | #

----------------------------------

Já agora, qual foi o teor, ó pirata? Terá sido uma excelente semana de companheirismo diário na Madeira, vasculhando livrarias e passando noites em agradável cavaqueira com ele e a sua companhia de teatro? Mas o pirata sabe tudo... Se sabe, já agora desembucha. Não fiques pelas torpes insuações, lá por não teres nome. O pior dos logs são as filhadasputices anónimas. LA
LA | Homepage | 07.08.06 - 12:41 am | #

Até hoje estou á espera de uma resposta do desplante. LA

Anónimo disse...

No Divas e Contarbaixos, de 2006/07/la-explana.html

LA Explana
Lauro António não apresenta, explana. Começou há pouco mais de um mês e o seu espaço já poderia ser editado em alguns volumes. Desta vez realça a Antologia Poética de Mário Viegas editada pelo Público.
"Se alguma coisa consegui profissionalmente nestes anos todos, isso devo-o aos recitais de poesia, às centenas e centenas de autores que interpretei, aos milhares de poemas que disse, e em que, de facto, não tive concorrência. É como recitador, portanto, que hoje me sinto realizado." - Mário Viegas
LA relembra ainda um filme-documentário de George Gachot sobre Maria Bethânia. Era um dos filmes a concurso no Famafest 06 e por isso tive oportunidade de o ver. Belíssimo, envolvente. Para quem gosta de Bethânia e para quem está convencido de que já não gosta (era o meu caso). O júri atribuiu-lhe um Prémio Especial.
E, para quem perdeu a memória, ou nunca a teve, recorda José Vieira Marques, o criador do Festival Internacional da Figueira da Foz.
...a Figueira da Foz transformava-se nesses "anos loucos" numa espécie de "meca" da 7.ª Arte atraindo centenas de cinéfilos, críticos e cineastas convidados a mostrar os trabalhos. Graças a Vieira Marques o público português redescobriu cinematografias fundamentais, apreciou obras de Angelopoulos, Oliveira, Pasolini, Duras, Robert Krammer, Chantal Ackerman, entre centenas de autores nacionais e estrangeiros.
A não perder ainda: a série sobre as actrizes que o marcaram, as críticas aos filmes que vai vendo, as crónicas sobre as viagens e festivais de cinema em que participa,... sem nunca esquecer o futebol e, o que é muito importante, o Sporting! ;)
Entretanto, o colega lagarto também já criou outros blogues: LA Arquivo e LA Blog por Blog.
Minha gente, look at the blogger!
# posted by MRF : 00:45 0