quinta-feira, julho 05, 2007

LIVROS: PARATY - FEIRA LITERÁRIA

Paraty, capital literária
Entre 4 e 8 deste mês
5ª Festa Literária Internacional de Parati


Eis um lugar onde não me importaria nada de estar durante estes dias. Paraty, linda cidade histórica brasileira, no litoral sul do Estado do Rio de Janeiro, onde foi filmada “Gabriela”, e onde durante cinco dias se encontra um conjunto de escritores de boa colheita, por entre brasileiros, argentinos, mexicanos, norte-americanos, africanos, ingleses e asiáticos. É 5ª Festa Literária Internacional de Parati (Flip), cujo homenageado deste ano é nem mais do que o prodigioso dramaturgo e cronista Nelson Rodrigues.
Concebido pela inglesa Liz Calder, fundadora da editora britânica Bloomsbury, o encontro debate os rumos das temáticas literárias contemporâneas, fala de inovações formais, da construção de romances, contos, ensaios, poesias e relatos históricos e, principalmente, promove o intercâmbio, por meio da literatura, de diferentes culturas, que vão da Índia à periferia de São Paulo, passando por países como Moçambique e Serra Leoa. Estão previstos na programação debates, palestras, conferências e sessões de autógrafos. Entre os convidados desta edição o destaque vai para dois Prémio Nobel de Literatura, os sul-africanos J.M. Coetzee e Nadine Gordimer. Outra atracção badalada é o mexicano Guilhermo Arriaga, argumentista do filme “Babel”, trabalho pelo qual ganhou um Oscar neste ano. Da Argentina vêm os aclamados Alan Pauls e César Aira, além do moçambicano Mia Couto, do angolano José Eduardo Agualusa, do israelita Amóz Oz e do norte-americano Denis Lehane, autor do livro “Sobre Meninos e Lobos”. Do lado brasileiro estão Arnaldo Jabor, Silviano Santiago, Fernando Morais e Ruy Castro, entre outros. Tudo boa gente com quem valeria a pena trocar ideias e ouvir o que têm para dizer.

No Jornal “Popular”, de Goiania, que a mão amiga da Lisa França me fez chegar, podem ler-se, com o sotaque brasileiro, as referências aos escritores presentes. Água na boca, pelas presenças, e pelo cenário da cidade, belíssima, que visitei há vinte anos e que muitas saudades deixou. Aqui vaio a lista dos presentes.

¤ Alan Pauls (Argentina) – Nome respeitado da literatura argentina contemporânea, Pauls é romancista e roteirista de cinema.
¤ Amós Oz (Israel) – O maior nome da literatura israelense atual, Oz é um autor militante na missão de viabilizar a paz entre judeus e árabes.
¤ Arnaldo Jabor (Brasil) – Cineasta, cronista e comentarista da TV Globo, Jabor será uma das caras mais conhecidas do grande público nesta Flip.
¤ César Aira (Argentina) – Escritor de produção abundante, César Aira já publicou romances, traduções, peças de teatro, ensaios e contos.
¤ Dennis Lehane (Estados Unidos) – O romance policial é seu gênero predileto. É o autor de Sobre Meninos e Lobos.
¤ Guilhermo Arriaga (México) – Roteirista de filmes como Amores Brutos e 21 Gramas, ganhou o Oscar pelo filme Babel.
¤ Ignacio Padilla (México) – Jornalista, o autor escreve livros infantis, ensaios e romances, em que o México e sua visão política estão presentes.
¤ Ishmael Beah (Serra Leoa) – Sua família foi vítima da guerra civil em seu país. Foi escrevendo suas memórias que se livrou daquele horror.
¤ J.M.Coetzee (África do Sul) – A grande estrela da festa, o Prêmio Nobel de Literatura traz para o evento sua prosa engajada e bem elaborada.
¤ José Eduardo Agualusa (Angola) – Porta-voz literário dos traumas e anseios de seu país, a prosa do autor tem fortes ligações com o Brasil.
¤ Kiran Desai (Índia) – Já em seu segundo romance, O Legado da Perda, a escritora indiana conquistou renomados prêmios nos EUA e na Europa.
¤ Lawrence Wright (Estados Unidos) – Foi com uma análise sobre o que fez surgir a Al-Qaeda que o autor faturou o Prêmio Pulitzer nos EUA em 2006.
¤ Mia Couto (Moçambique) – Aclamado escritor africano em língua portuguesa, sua ficção se concentra na história de guerras de seu país.
¤ Nadine Gordimer (África do Sul) – Vencedora do Nobel de Literatura, escreve sobre os problemas de seu país natal. Tem 30 livros editados.
¤ Paulo Cesar de Araújo (Brasil) – Autor da polêmica biografia de Roberto Carlos, o historiador é um expert na trajetória da música brasileira.
¤ Robert Fisk (Reino Unido) – Correspondente internacional do jornal The Independent, é autor de livros que retratam o Oriente Médio.
¤ Rodrigo Fresán (Argentina) – Considerado um inovador do gênero conto em seu país, o escritor prefere temas perturbadores e contemporâneos.
¤ Ruy Castro (Brasil) – Biógrafo de Carmem Miranda, Garrincha e Nelson Rodrigues, o jornalista é colunista de grandes jornais brasileiros.
¤ Silviano Santiago (Brasil) – Crítico literário e ensaísta, ele é também ficcionista. Gosta de incluir personalidades famosas em suas histórias.

3 comentários:

M disse...

'bora ir?
Deve ser possível ser ainda muito feliz nas ruas de Paraty.

Pedro disse...

não posso deixar de reparar que esta lista de escritores é omissa.
A nossa Inês Pedrosa, também esteve presente na Feira de Paraty

Lauro António disse...

Caro Pedro, não posso deixar de referir o ano a que esta nota diz repeito, 2007. Inês Pedrosa esteve presente em 2008, segundo creio.