segunda-feira, agosto 13, 2007

MÁ PUBLICIDADE

Este anúncio tem graça, o do "Fino Dental" não tem nenhuma.

Não consegui a imagem (algém ma envia?), o que lamento, mas o anúncio da Super Bock que se chama “Fino Dental” e anda por aí nos Mupis é de muito “mau gosto” (sim, também é um trocadilho de mau gosto!). Há anúncios que são maus, outros exageram. Este, que relembra um par de pernas femininas, em mau "período" (ou bom "período", consoante os pontos de vista, mas sempre em “período”!), ultrapassa as medidas.
Será que, depois de ver aquele anúncio, alguém, a não ser o príncipe da Transilvânia, mais conhecido por Drácula, fica com vontade de beber uma cerveja Super Bock?

6 comentários:

Klatuu o embuçado disse...

Desculpa lá, mas o Drácula era um cavalheiro de extremo bom gosto... que nunca caíria na baixeza de se render a uma bebida sem espessura e fria! :)

Eu sei que vai dizer que «sim»... mas há boa publicidade? «Boa», como? Bem feita? Cumprindo os canônes da coisa, boa fotografia, talento na realização, bom conceito, texto, etc, «inteligente» - arrrggghhhhh!! -, a encaixar bem na mentalidade consumisto-burguesa do carocho televisivo?

Toda a publicidade é um nojo - porque é eticamente um mal: nos seus objectivos, raíz e substância!
Os únicos subliminares que estou disposto a aceitar - são os do meu inconsciente... e é porque estou a dormir! :)

Abraço.

Ouriço disse...

É mau, é.

M disse...

péssimo

Luis Eme disse...

É pelo menos um pedaço de publicidade estranho...

mas consegue os seus objectivos publicitários: ficamos todos a olhar, com estranheza,a ver se aquilo é mesmo o que estamos a pensar.

Marisa Martins disse...

É sem dúvida alguma, uma péssima criação e de conceito baixo e vulgar.

Como eu diria (se bem que sou suspeita para falar, pois já trabalhei numa agência de publicidade...) parece uma daquelas criações relampago para tapar as brancas criativas do designer na ausência do Director criativo.

:D

Cá para mim o Director criativo estava de férias e nem viu esta "coisa" a que chamam peça criativa.


Mas tenho de concordar com o Luis eme, ainda assim derivado ao seu carisma a nível de imagem, esta peça consegue captar a nossa atenção. Ao ponto de estarmos aqui a debater sobre esta "nódoa" da criação publicitária nacional.

Flávio disse...

Assino por baixo o seu post, Lauro António. E não é só a Super Bock, acho que o nível da publicidade portuguesa é, em geral, uma desgraça.