terça-feira, janeiro 20, 2009

MEU CARO BARACK OBAMA,

MEU CARO BARACK OBAMA: BOA SORTE!
Meu Caro Barack Obama,
Vai tomar hoje posse como novo Presidente dos EUA. Não é um acontecimento mais. É “o” acontecimento. Não vale a pena ignorar: os EUA são uma potência mundial cujas acções se repercutem por todo o globo. Não é necessário invocar exemplos. Todos os conhecemos.

O Senhor, Barack Obama, personifica a esperança numa mudança na América, é certo, mas igualmente uma mudança no mundo. Ouvindo-o, vendo-o e lendo-o, daqui de longe, ficamos com a expectativa de que muita coisa pode fazer para melhorar o que está péssimo ou mau (os conflitos armados, o descontrole económico e financeiro, o flagelo do desemprego, a insegurança pessoal, a ameaça ambiental, a educação, a saúde…), sem acreditarmos na utopia que tudo ficará um paraíso terrestre. Todo o homem tem os seus limites e muitas vezes outros homens impõem-lhe limites. Não basta ter boa vontade e empenho. É preciso receber respostas igualmente de boa vontade e empenho. De resto, não penso que a mudança de política que vai certamente operar, vá no sentido do suicídio da América, sequer da sua demissão. O Senhor vai defender a política americana, o que achamos muito bem, é o seu dever. Esperamos que não o faça contra os outros, mas com os outros.
A sua presidência vai estar sob vigilância aturada de todos os puritanos e trafulhas de todos os states, quer sejam americanos ou não. Por isso, cuidado com senhoras casadas ou as estagiárias, cuidado com o uso dado aos charutos, cuidado com a corrupção de colaboradores e senadores próximos, cuidado com a defesa pessoal, muito cuidado sobretudo com a defesa pessoal. Na América quem tenta fazer reformas muitas vezes acaba violentamente reformado. Porque acreditamos em si, esperamos uma vida longa e isenta de escândalos (por mim estou-me nas tintas para as estagiarias e os charutos, desde que governe bem, mas há muitos americanos que se pelam pelos “impeachment” com base em charutos indevidamente colocados). Esperamos o melhor para si, para a América, enquanto exemplo de democracia (não enquanto exemplo desta bandalheira sem nome que foram os últimos anos), para o mundo. Se conseguir, de alguma forma, um bocadinho de melhoria para este cantinho à beira mar plantado, também se agradece. Mas, sobretudo, acabe com as guerras (as justas e as injustas, que nenhuma guerra é boa), e com as negociatas sem escrúpulos dos ladrões de cartola.

Estes os votos deste seu apoiante português. Se fosse no teatro ou no cinema, desejava-lhe “muita merda”, mas como o seu predecessor Bush já fez bastante, demasiada até, fiquemo-nos pela “Boa Sorte!”
PS. Já tive outros Presidentes dos EUA no coração, casos de Kennedy e Clinton, mas nunca lhes escrevi. Veja lá não me desiluda agora. Abraço de admiração e amizade.

5 comentários:

Rui Luis Lima disse...

Caro Lauro António
Todos sabemos que o mundo tem os olhos postos no novo Presidente dos Estados Unidos e curiosamente espera soluções para todos os problemas que afligem o planeta em que vivemos. Tudo leva o seu tempo, como sabemos, e serão certamente muitos os que dentro em breve irão retomar ess anti-americanismo irracinal que a Europa gosta de cultivar, infelizmente. Pessoalmente desejo o maior sucesso a Barack Obama, porque o seu êxito iluminará certamente o tunel escuro e que vivemos neste momento de crise. A política, a economia e as ideias principalmente precisam de ser repensadas, chegou a hora!
Abraço cinéfilo
Rui Luís Lima

isabel victor disse...

"Não basta ter boa vontade e empenho. É preciso receber respostas igualmente de boa vontade"


Meu caro Lauro, é isso mesmo ! Contagiante.



beijos de cinema


iv

Mar Arável disse...

Glória aos homens de boa fé.

O seu texto é significativo

e eu partilho da sua esperança.

O meu voto também seria iniquivoco

se lá estivesse.

Entretanto as melhores caldeiradas

exigem peixes frescos

e a equipa escolhida

pesca à linha em mares já antes

navegados e até em águas

estagnadas.

Estou consigo de modo a que este

instante se prolongue

mas atento

Maria, Simplesmente disse...

Estou consigo Lauro António, espero manter a esperança neste "HOMEM", mas não vai ser fácil para ele.
Cpts
Maria

mdsol disse...

Que carta interessante! Assim o Presidente Obama lesse! Mas decerto sabe que pode enviar sugestões para a Casa Branca que aceita ideias, sugestões e críticas.

Depois de uma triagem, as mensagens chegarão até ao chefe de gabinete de Obama.

Basta clicar e preencher o formulário.


http://www.whitehouse.gov/administration/eop/opl/

(via cheiro a pólvora : http://cheiroapolvora.blogs.sapo.pt/ )

:))